PUBLICIDADE

Topo

“Não consigo ter orgasmo. Meu namorado ficava frustrado; agora eu finjo"

Universa

09/03/2020 04h00

"Estou pensando seriamente em desistir. De quê? De uma das coisas mais faladas no mundo: o orgasmo. Não sei o que acontece comigo; já tive quatro namorados e fiz, várias vezes, sexo com todos. No último relacionamento, sentia que meu namorado ficava frustrado, então, passei a fingir. Ele acredita que me satisfaz muito, mas eu continuo desconhecendo do que se trata esse prazer, que parece que move o mundo."

***
O orgasmo, do grego orgasmós, de orgân, ferver de ardor, é definido como o mais alto grau de excitação sexual e portanto o prazer físico mais intenso que um ser humano pode experimentar. Durante longos séculos a mulher foi privada desse prazer, já que o orgasmo feminino não está vinculado à procriação.

Na era vitoriana, século 19, o prazer sexual das mulheres era inaceitável. A falta de desejo sexual era um importante aspecto da feminilidade. O ponto de vista oficial da época foi bem expresso pelo médico Lord Acton, que escreveu: "Felizmente para a sociedade, a ideia de que a mulher possui sentimentos sexuais pode ser afastada como uma calúnia vil."

Veja também:

A maioria das pesquisas mostra que 2/3 das mulheres têm dificuldade para atingir o orgasmo, e dessas 35% fingem sistematicamente. Sem dúvida, é um número muito alto. Até 50 anos atrás, isso não era motivo de preocupação. O sexo para a mulher era apenas uma obrigação, visando ao prazer do homem e à procriação, e seu orgasmo não era nem cogitado.

Agora, as mulheres reivindicam o prazer e se sentem péssimas se nunca atingem o orgasmo. Muitas vezes isso se torna um problema tão sério que leva a mulher a evitar o sexo, como forma de se proteger da frustração, e acaba afetando sua autoestima, prejudicando outras áreas da vida.

Os motivos para a mulher fingir o orgasmo são os mais variados. Algumas dizem temer não serem consideradas boas de cama e por isso deixariam de ser desejadas. Outras tentam evitar frustrar o parceiro e comprometer a relação. Independente da causa é lamentável que o sexo não possa ser, em grande parte das relações, uma troca verdadeira de prazer. A minha sugestão é que a mulher, que não consegue ter orgasmo, procure uma terapia sexual.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Blog Regina Navarro