Topo

A mulher se frustra quando o homem broxa?

Universa

28/11/2019 04h00

Certa vez lancei a pergunta: "A mulher se frustra quando o homem broxa? O que ela sente?" — 85% das pessoas responderam "Sim". Não deixou de me surpreender a grande quantidade de repostas que, de uma forma ou de outra, deixa claro como a mulher se sente responsável quando o homem broxa: "Sinto que não despertei nele o desejo suficiente para que me desejasse".

Será que é difícil imaginar que as pessoas com quem nos relacionamos têm dificuldades que são só delas, que podem não ter nada a ver conosco? Fico com a impressão de que essa história de a mulher se responsabilizar pela falta de ereção do parceiro, de se afligir acreditando que não correspondeu à expectativa dele, é mais um aspecto da submissão ao homem, que lhe foi imposta pela mentalidade patriarcal.

Veja também:

Com isso, não estou querendo dizer que a mulher não se frustra quando o homem broxa. É claro que sim, principalmente se estiver excitada, desejando concluir satisfatoriamente o ato sexual. Agora, daí a achar que isso aconteceu porque ela não foi atraente ou sensual, há uma grande distância. É idealizar o homem, como se ele não pudesse ter conflitos e inseguranças na área sexual.

Algumas respostas mostraram que a mulher, se quiser, pode ampliar a sua visão de mundo e resolver de forma satisfatória essa questão. E há também quem aproveita a situação para aprofundar a intimidade na relação.  Entretanto, há mulheres, mais imaturas e com baixa autoestima, que ficam indignadas. Sempre ouviram que homem não pode ver mulher nua que tem logo ereção, portanto, sentem-se agredidas e não o perdoam. Ficam com raiva e juram nunca mais sair com ele.

Para as mulheres mais livres e seguras, a falta de ereção eventual não representa um problema grave. Entendem como um acidente de percurso, que pode acontecer a qualquer homem num determinado momento. Algumas mulheres, ao verem o parceiro tão arrasado, tentam encarar com naturalidade e recomeçar as carícias. Mas nem sempre são bem sucedidas. O homem fica tão constrangido que só pensa em desaparecer.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Blog Regina Navarro