PUBLICIDADE

Topo

“Quando já estávamos deitados no sofá bastante excitados, ele parou"

Universa

04/05/2020 04h00

Ilustração: Caio Borges/UOL

"Mal conheci J., começamos a namorar. Logo na primeira semana ele me convidou pra jantar em sua casa. Quando cheguei lá encontrei um clima bem romântico. Mesa a luz de velas, vinho e um ótimo som de jazz. Após algum tempo começamos a nos beijar, e quando já estávamos deitados no sofá e bastante excitados, ele se afastou de repente. Perguntei o que havia, mas ele apenas respondeu 'É melhor pararmos por aqui'. Ele não encostava mais em mim. Terminamos. Passados alguns meses,  descobri o que aconteceu naquela noite. Ele me contou que tinha tanto medo de broxar, ficava tão ansioso, que não conseguia nem arriscar, já temendo o fracasso."

***

A atitude de J. é muito mais comum do que se pensa. A nossa sociedade patriarcal impõe ao homem estar sempre pronto para o sexo e nunca broxar. O psicanalista argentino J.C. Kusnetzoff afirma que a ausência da ereção causa no macho uma angústia impossível de expressar em palavras, um medo ancestral que vem lá do fundo, como a água que rompe um dique.

Veja também:

"Para o homem, o símbolo da masculinidade e do ser não é o pênis, e sim o pênis ereto. Nenhum homem pode se conceber como tal quando a ereção falha, pois para ele a ereção é a sua essência, assim com a água é para o rio que, ao secar, deixa de ser rio. Dessa forma, quando isso acontece ele não quer ser consolado, e sim 'curar-se' sozinho. Nesse momento deseja desaparecer magicamente e voltar montado no pênis ereto, como cavaleiro ressuscitado do apocalipse vivido", diz Kusnetzoff.

O pavor de novo fracasso pode criar um círculo vicioso. Se um homem fica ansioso durante o ato sexual, são liberadas substâncias como a adrenalina, afetando o funcionamento do seu sistema nervoso autônomo.

Isso leva à contração dos vasos sanguíneos, impedindo o fluxo de sangue para o pênis, o que torna difícil obter ou manter a ereção. A preocupação com o desempenho acaba, então, ocasionando a impotência ou até mesmo fazendo o homem desistir antes do tempo, antecipando essa possibilidade.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Blog Regina Navarro