menu
Topo
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins

"Ele logo me penetra, goza e... acabou. Fico aguardando o orgasmo"

Universa

2008-04-20T19:04:01

08/04/2019 04h01

"Amo meu namorado, fico excitada quando ele se aproxima de mim, mas logo que tiramos a roupa para o amor, ele se perde. Sempre tem ereção, mas quer resolver tudo em poucos minutos. Ele logo me penetra, goza e… acabou. Fica respirando forte com aquela cara feliz e eu aguardando o orgasmo que não terei. Tentei conversar com ele, mas não deu em nada… Estou preocupada."

***

Já ouvi muitas mulheres se queixando do desempenho sexual dos homens. Elas alegam que eles não prolongam as preliminares e têm pressa de penetrar a parceira, quando ela ainda não está suficientemente lubrificada. É possível que o temor de perder a ereção e o desconhecimento da sexualidade feminina sejam os principais responsáveis por tanto estranhamento na cama.

Mas isso não é à toa. No século 19, os médicos chegaram a considerar as mulheres portadoras de anestesia sexual. Sendo assim, o homem não tinha nada com que se preocupar. No entanto, o prazer dele sempre foi enaltecido, embora de forma equivocada.

Quem nunca ouviu elogios ao desempenho sexual de um homem, comparando-o ao macho de algumas espécies animais, principalmente um garanhão, um touro ou um galo?  Não dá para entender como sexo assim pode ser bom. A capacidade sexual dos animais implica numa total falta de diversidade, de intimidade, e de liberdade, presos que estão a uma posição única e a um relógio biológico.

Na realidade, um grande amante não nasce do nada.  É preciso aprendizagem e muita espontaneidade. Como em qualquer forma de arte, fazer sexo requer técnica e sensibilidade. Não ter preconceitos nem ideias estereotipadas a respeito do papel do homem e da mulher, mas disposição para proporcionar e receber prazer, são requisitos básicos.

O psicanalista austríaco W.Reich dizia que o prazer máximo sexual só é alcançado quando as vísceras acompanham os movimentos, quando os sentidos fluem junto com os atos, quando os dois parceiros estão finamente sintonizados, muito presentes, atentos um ao outro e ambos isolados de tudo o mais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.