Topo
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins

Barbie sem gênero causa estranheza, mas vai fazer você repensar sexualidade

Universa

28/09/2019 04h00

Fabricante da Barbie lançou brinquedo sem gênero, acompanhando a mudança de mentalidade em relação a essa questão. Para deixar o brinquedo com o gênero neutro, a empresa retirou ou suavizou elementos corporais, como curvas, seios, cílios, lábios e musculatura. O que vai definir o estilo de cada figura é a montagem do visual. Junto com o brinquedo, a fabricante lançou uma extensa variedade de roupas, calçados, adereços e cabelos para que sejam combinados, fazendo com que cada figura seja personalizada.

Certamente vai causar estranheza. Para a maioria das pessoas, o ser humano apresenta características de um sistema binário que é feminino e masculino. Isso divide homens e mulheres de acordo com seus órgãos genitais e comportamento social esperado de cada sexo.

A primeira coisa que se quer saber quando um casal vai ter um filho é o sexo da criança. Mesmo antes do nascimento, o papel social que ela deverá desempenhar está claramente definido. Os padrões de comportamento são distintos e determinados para cada um dos sexos. Os meninos são presenteados com carrinhos, revólveres e bolas, enquanto as meninas recebem bonecas, panelinhas e mamadeiras. E isso é só o início.

A seguir o depoimento de Dudu Bertholini sobre a questão de gênero. Dudu é estilista e consultor de moda. Seu estilo exuberante é facilmente reconhecido nos desfiles, editoriais e catálogos que assina.

"Gênero é uma das palavras mais faladas nos dias de hoje. Mas o que de fato importa é sermos felizes na nossa própria pele e  assumir nossos desejos, aceitando as diferenças e as escolhas dos outros. Primeiro temos que entender as  diferenças entre sexo, gênero e sexualidade.

SEXO é biológico, portanto homem, mulher, e os intersexuais, antes chamados de hermafroditas.

GÊNERO é uma construção social, que assume cada vez mais formas. É como você se reconhece e escolhe se apresentar para o mundo. Já a SEXUALIDADE está ligada ao nosso desejo. Diferentemente do que muitos pensam, ela não está ligada ao nosso gênero. E é justamente isso que gera  confusão e angústia nas pessoas.

Nossa sexualidade, nosso desejo , vem de outro lugar. E assim como o gênero, hoje em dia ela é muito mais fluída. A meu ver FLUIDEZ é a  palavra que melhor define gênero e sexualidade no século 21. As antigas distinções binárias não funcionam mais. MASCULINO E FEMININO estão longe de ser os únicos gêneros da atualidade."

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Mais Blog Regina Navarro