Topo
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins

Amor a três: “A primeira vez que traí meu amante foi com meu marido”

Universa

08/08/2019 04h00

Um triângulo amoroso, reunindo dois dos maiores escritores eróticos da humanidade, parece ser uma criação literária, mas não é. Eles realmente se encontraram e foram amantes, conforme registra o filme de Philip Kaufman, "Henry e June".

Henry Miller é o célebre autor que publicou livros, dos anos 1940 em diante, retratando as relações sexuais numa perspectiva humanista, como nunca antes ocorrera. "Trópico de Câncer" e "Trópico de Capricórnio" são duas de suas inesquecíveis obras.

Veja também

O segundo nome que compõe o título do filme, a June, era uma bela americana, amante de Henry. A terceira ponta do triângulo amoroso não foi ninguém menos que Anaïs Nin, a francesa que escreveu "Delta de Vênus", entre outros clássicos eróticos.

O que o filme narra é esse encontro em Paris, próximo a Clichy, local de residência do americano Henry Miller, quando ele perambulava pela capital francesa sem um franco no bolso. Anaïs Nin achava que o escritor Henry Miller e o personagem cafetão de seu romance "Trópico de Câncer" eram a mesma pessoa.

Depois de seu encontro amoroso, em 8 de março de 1932, ela parecia desapontada. "Você esperava mais brutalidade?", perguntou Henry. Anäis estava fascinada entre o gênio de Henry e a tentação por sua bela namorada. E June? Ah! June era americana, no filme interpretada por Uma Thurman. Uma mulher encantadora, levada a Paris por Henry, e que acaba por conhecer Anaïs. Elas se abraçaram e se beijaram apaixonadamente.

Anaïs era casada com Hugh Guiler e tinha muita liberdade para fazer o que fez: encontrar um casal e experimentar uma relação amorosa com ambos. Ela escrevia um diário desde os 12 anos e incluiu nele a aventura erótica que foi o encontro com Henry e June. No filme, a força sensual está mais nas palavras do que nas cenas. June viaja aos EUA e, quando retorna, diz coisas como: "Não sei para quem voltei", ou "Sou a mulher errada para você, Henry… Sou a mulher errada para você, Anaïs…" Mas ela encantava a ambos. Anaïs disse: "É de June ou de Henry que sinto mais ciúme?" Hugh, seu marido, absorveu bem o triângulo e foi o quarto elemento. "Minha primeira infidelidade a Henry foi com meu próprio marido", escreveu Anaïs, quando registrou o prazer que Hugh lhe proporcionava após os ménages à trois.

A atração especial de Anaïs por Henry e June era o fato de eles formarem um casal. O casal possui muito glamour, afinal, cada um deles conquistou para si o outro. A intimidade do casal fascinava a escritora. Mas é interessante observar que Hugh, marido de Anaïs, sentia mais ciúmes de June, como registra Anaïs em seu diário: "Desde o início eles se odiaram… Hugh diz que ela tem um pescoço masculino, voz de homem e mãos másculas…"

A relação entre eles não durou muito, mas rendeu uma bela história de amor a três e um filme igualmente belo. Anaïs faleceu em 1977, vivendo ainda com Hugh, em Los Angeles. Henry Miller viveu até 1980, também nessa cidade.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Regina Navarro