Topo
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins

O fim de um casamento é apenas a solução de um problema, não uma tragédia

Regina Navarro Lins

09/02/2019 04h00

 

Foto: Getty Images

O número de divórcio de pessoas com mais de 50 anos quase dobrou nos últimos 10 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Mas as pessoas com mais de 60 ou 70 também estão se divorciando.

O casamento mudou mais nos últimos 50 anos do que em todo o período de sua existência. No início do século 20, na maioria dos países ocidentais, o casamento constituía um contrato duradouro e não era permitido que fosse rompido, a não ser em casos de faltas graves cometidas por um dos cônjuges. Entre elas estavam o abandono do lar, adultério, alcoolismo e violência física.

Hoje, o fim de um casamento é apenas a solução de um problema e não uma tragédia. Um paciente, que atendi no consultório, advogado aposentado, de 73 anos, decidiu pedir o divórcio à sua mulher, com quem está casado há 38, e me disse:

"Nossa vida é muito sem graça há bastante tempo. Nós temos temperamentos diferentes. Eu quero aproveitar a vida, sair, me divertir, viajar e Estela só pensa em paparicar os netos. Sinto desejo sexual por outras mulheres, mesmo porque para a minha parece que sexo não existe. Assim, não dá. Há algum tempo penso em morar sozinho e fazer o que quiser da minha vida. Tomei coragem. Estou livre para o que der e vier."

A auto realização das potencialidades individuais passa a ter outra importância, colocando a vida conjugal em novos termos. Acredita-se cada vez menos que a união de duas pessoas deva exigir sacrifícios. Observa-se uma tendência a não se desejar mais pagar qualquer preço apenas para ter alguém ao lado.

Surgem conflitos na tentativa de harmonizar a aspiração de individuação com uma vida a dois, mas homens e mulheres estão cada vez menos dispostos a sacrificar seus projetos pessoais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.