Regina Navarro Lins

Difícil entender por que mulheres são contra o feminismo. Será que é desinformação?

Regina Navarro Lins

18/05/2017 14h03

Ilustração: Caio Borges

Cientista nuclear, Kára McCullough, 25, foi eleita Miss Estados Unidos na noite de domingo. Muitos criticaram sua postura, alegando ter ela reforçado a ideia de que feminismo é contra os homens.

Nunca entendi bem por que muita gente tem dificuldade em se declarar feminista. Quando se trata de mulher, entendo menos ainda. Será que essas pessoas desejam que as mulheres continuem sendo oprimidas, espancadas, violentadas? Ou são apenas desinformadas?

No sistema patriarcal, em que vivemos há cinco mil anos, as mulheres são consideradas inferiores aos homens e, portanto, subordinadas à sua dominação. As consequências sempre foram desastrosas. Diziam que as mulheres têm cérebro úmido, responsável por suas deficiências. O marido tinha o direito e o dever de punir ­e  espancar a mulher para impedir o que ele considerava “mau comportamento”. Desde que os ossos não fossem quebrados, estava tudo certo diante da lei.

O movimento feminista foi fundamental para a liberação da mulher e suas conquistas. Os anos 60, do século 20, marcam o começo da participação efetiva das mulheres na sociedade. Entretanto, ainda hoje elas são vítimas de agressões físicas e psicológicas. No Brasil os índices de violência contra a mulher são assustadores — a cada quatro horas uma mulher é assassinada antes de completar 30 anos; uma em cada cinco mulheres já foi espancada pelo parceiro; uma mulher é estuprada a cada dez minutos.

Mas nem tudo está perdido. Apesar de haver tentativas para limitar os avanços do movimento feminista, ele se consolida cada vez mais nos países ocidentais. O caminho para uma igualdade entre homens e mulheres ainda é longo, mas as mudanças parecem ser irreversíveis.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Topo