Regina Navarro Lins

Há homens que têm ereção firme, mas não conseguem ter orgasmo com a parceira

Regina Navarro Lins

12/11/2016 07h00

Ilustração: Lumi Mae

Ilustração: Lumi Mae

Comentando o “Se eu fosse você”

A questão da semana é o caso da internauta, casada há um ano, que não sabe o que fazer: seu marido não consegue gozar dentro dela. Para chegar ao orgasmo ele tem que se masturbar. Ela está sem saber o que fazer.

Já ouvi diversos relatos de situações semelhantes à da internauta. A seguir três exemplos:

“Estou com o seguinte problema. Já ouvi falar de muitas mulheres que não chegam ao orgasmo, mas de homens eu nunca ouvi, e este é o meu problema… Das poucas vezes que atingi o orgasmo numa transa, demorei tanto que acho que minha parceira ficou exausta, louca para acabar. A situação é tão constrangedora, que muitas vezes finjo que gozei. Quando me masturbo consigo chegar ao orgasmo.”

“Gosto muito de sexo, mas sofro de um mal que não consigo entender bem. Demoro muito a ejacular quando estou transando com um mulher, e na maioria das vezes nem ejaculo. No início eu achava que era uma grande vantagem, porque as mulheres demoram a gozar. Mas mudei de ideia. Há situações em que fico constrangido, porque sinto a parceira cansada, desejando finalizar logo a transa. Só consigo ejacular se tirar o pênis da vagina e me masturbar.”

“Há algo muito estranho no sexo do meu namorado. Logo depois que a gente transa, ele se fecha no banheiro e fica lá um tempo. Já perguntei o que acontece, mas ele nunca responde. Da última vez, curiosa, espiei pela fechadura e o vi se masturbando. Fiquei arrasada.. Será que ele não sente prazer comigo?”

O que poucos sabem é que a ejaculação retardada é uma disfunção sexual em que há uma inibição específica do reflexo ejaculatório.

O homem fica excitado, tem ereção firme, mas é incapaz de ejacular, mesmo que a estimulação recebida seja mais do que suficiente para disparar o reflexo orgásmico.

Essa disfunção pode variar de uma inibição ocasional da ejaculação até o ponto de o homem jamais ter experimentado um orgasmo em toda sua vida.

Geralmente cria uma situação de constrangimento para ele, que se empenha em atingir o orgasmo na relação sexual e não consegue. É comum suar, se esforçar por mais de uma hora, deixar a parceira exausta, e nada.

Muitas vezes o homem proporciona prazer à parceira e, então, retira o pênis da vagina e se masturbar diante de uma mulher atônita que não entende o que está acontecendo.

Como a mulher demora mais tempo que o homem para atingir o orgasmo, muitos supõem que essa disfunção seja benéfica para ela. Mas o que ocorre é o contrário.

A maioria das mulheres se sente mal ou porque vive como uma rejeição a elas ou porque, no plano mais objetivo, o excessivo prolongamento do ato sexual, com impulsos constantes, leva ao cansaço e ao desprazer.

Quando fica difícil se masturbar na presença da mulher, ele finge o orgasmo, se retira para o banheiro e se masturba em segredo.

O aspecto fundamental é a ausência do controle voluntário sobre o reflexo ejaculatório. É indicado procurar um médico urologista , especializado em disfunções sexuais, e/ou uma terapia sexual.

Os terapeutas sexuais empregam uma combinação integrada de técnicas psicoterapêuticas associadas a experiências sexuais especificamente estruturadas para tratar da impossibilidade de ejacular.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Topo