PUBLICIDADE

Topo

“Ela está indecisa, mas sou a mulher que ela ama!” Se eu fosse você...

Regina Navarro Lins

31/01/2013 07h10

Ilustração: Lumi Mae

"Sou lésbica, assumida. Amo uma mulher casada. Tudo começou como uma brincadeira, ela queria experimentar e eu me propus a tal empreitada. As coisas aconteceram de forma incrivelmente bela, me apaixonei imediatamente e sei que ela é o amor da minha vida. Ela também me ama, mas se divide por causa do casamento e das filhas, e também não é totalmente independente. Importante dizer que a vida sexual dela com o marido praticamente inexiste. Estava tudo bem, apesar das crises, e agora ela resolveu terminar tudo sem ao menos me dar explicação. Sei que ela me ama, mas tem medo do que sente. Desde que ela me deixou, estou sempre triste, agressiva e irritada. Amo-a como nunca amei ninguém em minha vida. As amigas me dizem para ter calma e deixar o tempo passar, mas tenho medo de o tempo passar e ela não querer mais voltar pra mim."

Quando alguém se coloca em nosso lugar diante de um problema, contribui de alguma forma para decidirmos que atitude tomar. Diga o que faria se estivesse no lugar do outro: Se eu fosse você… No sábado, eu comento o tema.

Você também pode relatar um conflito amoroso e sexual que está vivendo. Escreva para blogdaregina@bol.com.br e conte sua história em até 12 linhas.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Blog Regina Navarro