PUBLICIDADE

Topo

Uma cama para três: por que tanto casal quer mais um na cama?

Universa

14/03/2020 04h00

Quantos casais procuram o Tinder com o objetivo de encontrar alguém para se relacionar? Universa pesquisou. Usando uma conta com nome feminino partiu em busca de homens na região central de São Paulo. Entre 50 perfis masculinos, apenas um casal foi encontrado. Mas quando partiu em busca de mulheres, surgiram cinco casais entre 50 perfis femininos. Todos eram heterossexuais.

Sexo a três é desejado por mais gente do que se imagina. É o primeiro passo para além do erotismo entre o casal. A terceira pessoa afasta algumas certezas alimentadas durante muito tempo: a de que sexo só é bom com o parceiro amoroso, de que sexo é só entre duas pessoas. Em alguns casos as três pessoas estabelecem um vínculo e desenvolvem uma relação estável. Mas na maioria das vezes a terceira parte é tratada como alguém que vai dar um colorido à relação, mais do que ser uma parte integral da mesma.

Veja também:

A multiplicidade de opções da vida amorosa pode levar a escolhas difíceis de harmonizar com o social, mas nem por isso menos enriquecedoras. A psicóloga Noely Montes Moraes acredita ser um equívoco buscar fundamentar a exigência de exclusividade, dando-lhe inclusive caráter de norma moral e até jurídica. Os estudos da etologia, da biologia e da genética não confirmaram a monogamia como padrão dominante nas espécies, incluindo a humana. Segundo ela, a nossa cultura valoriza o controle dos sentimentos e nada do que é espontâneo é bem visto, pois pode ameaçar a moral vigente.

Os americanos Bárbara Foster, Michael Foster e Letha Hadady são escritores. Juntos, escreveram o livro Amor a três, no qual tratam dessa forma de amor. Para eles, talvez o ménage à trois seja mal compreendido porque constrói uma estrutura emocional que é inclusiva. "O ciúme, que supomos natural, é o principal obstáculo. Mas uma ira ciumenta é tão estranha à natureza humana que a tratamos como uma compulsão; falamos de uma pessoa ciumenta como se ela tivesse sido arrebatada pelo monstro dos olhos verdes. Um ménage, ao contrário, exige escolha e consentimento mútuo."

Penso que da mesma forma como ocorre com qualquer outra prática sexual, o sexo a três só tem sentido se as pessoas envolvidas o desejarem. Em hipótese alguma deve ser praticado para agradar o outro ou para corresponder a expectativas que não estejam diretamente ligadas ao prazer sexual. Caso contrário, podem surgir mágoas e ressentimentos. O preço para a relação pode ser tão alto, a ponto de inviabilizá-la.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

Blog Regina Navarro