menu
Topo
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins

"Pensei que me livraria de um marido autoritário me separando. Me enganei"

Regina Navarro Lins

08/10/2018 04h00

Ilustração: Caio Borges

"Tenho 36 anos, um filho de oito, e estou separada há dois anos. Até eu me decidir pela separação, o processo foi bem difícil, mas acreditei que a partir de então estaria livre de um marido déspota. Hoje, vejo como me enganei.  Trabalho muito, mas não consigo arcar sozinha com o aluguel, colégio do filho, plano de saúde e todas as outras despesas. Isso significa que sou obrigada a me comunicar com ele. A minha vida está um inferno. Qualquer coisa que lhe desagrade é pretexto para desaparece no final do mês, sem pagar a metade da despesa, e me deixar cheia de dívidas. Quando reaparece é pra me controlar o tempo todo. Não posso namorar nem trazer amigos em casa."

***

Desde cedo somos levados a acreditar que a vida só tem graça se encontrarmos um grande amor. Se acontece, a expectativa é a de que vamos nos sentir completos para sempre, nada mais nos faltando. Isso é impossível, evidente, mas as pessoas se esforçam para acreditar e só desistem depois de fazer inúmeras concessões inúteis.

E quando a frustração se torna insuportável, então se separam.  Em alguns casos o ódio surgido entre o casal resulta do sentimento de ver traída a expectativa que tanto alimentaram.  Imaginavam que através da relação amorosa se colocariam a salvo do desamparo, e que encontrariam a mesma satisfação que tinham no útero da mãe, quando os dois eram um só.

Além disso, deixar de ser amado ou desejado afeta a autoestima, e as inseguranças reaparecem. A pessoa se sente desvalorizada, duvidando de possuir qualidades. E para piorar tudo, na maioria dos casamentos, homens e mulheres abrem mão da liberdade e da independência, tornando-se mais frágeis em caso de ruptura.

Assim, o parceiro rejeitado não é o único a sofrer.  Quem não deseja mais permanecer junto, tem que, muitas vezes, limitar a própria vida para não provocar situações constrangedoras por conta das mágoas do ex parceiro.

 

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 12 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda”, “O Livro do Amor” e "Novas Formas de Amar". Atende em consultório particular há 45 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.