Regina Navarro Lins

Amor de Carnaval após a ressaca

Regina Navarro Lins

Ilustração: Lumi Mae

Comentando a Pergunta da Semana

A maioria das pessoas que respondeu à enquete da semana acredita que no Carnaval é possível iniciar uma relação estável e duradoura.

A alegria da festa nos conduz a um clima de fatuidade, coisa que na manhã seguinte se foi. Se houve apenas sexo, para muitos é porque é carnaval.

Há quem afirme que sexo tem que estar sempre ligado ao amor, mas na folia é diferente, também se diz.

Essa ideia de ligação direta entre sexo e amor é uma tentativa de restringir a sexualidade feminina. Não se faz essa exigência ao homem.

Sempre se aceitou que ele fizesse sexo com qualquer mulher e que não podia se recusar. Para provar que era macho tinha que estar o tempo todo pronto para o ato sexual.

Mas o casal que se conhece no bloco, entre confetes e serpentinas, e ao som dos tamborins, e transa, está sujeito a iniciar uma relação amorosa.

Muitos dizem que sexo com amor é muito melhor. Claro, com amor tudo é melhor, e o sexo festivo pode levar ao amor. Desejo sexual e amor podem existir juntos ou separados.

No século 19, chegou-se a criar teorias para sustentar que a mulher não gostava de sexo, que seu único prazer era satisfazer o marido e cuidar dos filhos.

Entretanto, da década de 60 para cá, com todo o movimento de liberação sexual, essas ideias caíram por terra.

Hoje, é sabido que homens e mulheres têm a mesma necessidade de sexo, e que a mulher pode ter tanto prazer quanto seu parceiro. Ao se conhecerem no carnaval podem vir a estabelecer uma relação estável, fixa e duradoura, ou não.

O sexo entre foliões é o chamado “sexo casual”. Uma pesquisa do UOL, em que votaram 20.721 internautas, concluiu que 67,5 % dos entrevistados acham que amor e sexo são distintos e, portanto, pode-se praticar “sexo casual” com quem se deseja.

O que se pode concluir de todos esses dados é que o sexo é um contato de enorme intimidade e pode levar ao amor, ou seja, há risco de amor no “sexo casual” seja no carnaval ou não.

O grau de intimidade que você sente na relação com uma pessoa não depende do tempo que você a conhece. Além disso, o prazer sexual também independe do amor ou do conhecimento profundo de alguém.

Para um sexo ser ótimo basta haver muito desejo e vontade de curtir. E uma camisinha no bolso, claro.

Transformar esse momento de prazer numa relação estável é possível e as consequências são imprevisíveis.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Topo