Regina Navarro Lins

Preocupação com a higiene da vagina afasta homens do sexo oral

Regina Navarro Lins

Ilustração: Lumi Mae

Ilustração: Lumi Mae

Comentando o “Se eu fosse você”

A questão da semana é o caso da internauta casada há seis anos com um homem reservado e careta na hora do sexo. Ela diz estar sempre cheirosa, mas seu marido tem nojo de fazer sexo oral nela. Alega que ficou traumatizado com uma garota que tinha mal cheiro nas partes íntimas. Ela gostaria de melhorar a vida sexual deles.

O sexo oral é a atividade heterossexual que mais se pratica antes da cópula. Calcula-se que cerca de 75% dos casais experimentam a estimulação oral-genital, e pelo menos 40% o usam com frequência.

“Como a boca, nossos órgãos genitais são ricamente dotados de terminações nervosas e profundamente receptivos para as sensações de prazer. Não é, pois, natural e adequado que, procurando experimentar e repartir o prazer sexual, devemos empregar estimulação oral-genital? Isso porque nossa boca e nossos órgãos sexuais, que também têm tanto em comum e tanto a oferecer um ao outro, podem se unir para produzir uma sensação muito especial e intensa de prazer.”, diz o psicoterapeuta americano Barry Mccarthy.

Isso sem contar com o adicional que a criatividade erótica pode proporcionar. Os homens de uma ilha da Micronésia, por exemplo, colocam um pequeno peixe dentro da vagina da mulher, que é gradativamente lambida por eles nas preliminares.

A pesquisadora Shere Hite nos mostra como a maioria das mulheres se sente ao receber sexo oral. A preocupação mais comum é se o cheiro da vagina é desagradável. A seguir alguns comentários das entrevistadas:

“Eu ainda não superei a ideia de que sou suja lá embaixo.”

“Se eu fosse homem nunca faria isso.”

“Eu fico sempre preocupada se estou cheirando mal ou com uma aparência nojenta ali.”

“Meu homem tem um bloqueio mental nesse ponto. Ele acha que a região da vulva cheira horrivelmente mal e tem ânsias de vômito quando tenta. Ele já tentou, mas não consegue.”

“Eu sinto que não cheira bem, não tem bom gosto. Tenho vergonha.”

“Não gosto porque é como se ele se sentisse obrigado, e eu não gosto de sacrifícios.”

“Agora eu gosto, mas levou anos pra que eu me permitisse ter prazer assim. Por que nós temos de nos sentir tão sujas?”

E qual a opinião dos homens sobre isso? A maioria disse gostar, mas um grande número deles se declarou enojado de fazer sexo oral na mulher.
.
“Não gosto do cheiro nem do gosto dos genitais femininos, elas não conseguem mantê-los suficientemente limpos pro meu gosto, nem mesmo depois de tê-los lavado. É repulsivo me ver esborrachado contra a abertura vaginal da mulher. Fecho os olhos.”

A metade dos homens declarou ficar preocupada se os genitais da mulher estariam realmente limpos e muitos disseram que eles cheiram mal.

“Como se pode pedir delicadamente a uma mulher pra ela se lavar?”

“Acho que as mulheres consideram sua área púbica suja, com mau cheiro, viscosa etc. Me desculpe, mas eu tinha de fazer essa distinção. Se topo com uma situação desagradável (sem brincadeira) sugiro um banho erótico e excitante.”

“Primeiro você cheira. Se achar que não deve lamber, não lamba. Estou tentando superar meu condicionamento cultural que diz que genitais de mulher têm mau cheiro, mas até agora estou de acordo.”

“Às vezes cheira mal, mas o ser humano se acostuma com qualquer coisa.”

Na conclusão desse tema, no seu relatório, Hite diz:

“Será que as mulheres não são asseadas? Um dos temas mais frequentes sobre a vagina e a vulva está relacionado com o asseio da mulher, ou se ela se lavou recentemente. Embora nem seja preciso mencionar o fato de todos os corpos precisarem regularmente de banho, nenhum homem se referiu à necessidade de lavar os dentes regularmente para que o beijo seja agradável.

O fato de tantos homens sentirem desejo de enfatizar esse ponto com relação às vulvas das mulheres parece refletir a influência das antigas opiniões patriarcais sobre a sexualidade feminina (e sobre as mulheres) como algo sujo, sórdido, ou não muito bonito.

Em nossa sociedade, infelizmente, durante séculos a sexualidade da mulher foi considerada suja: uma mulher sensual é uma vagabunda, suja, vadia, e por aí afora, enquanto um homem sensual é admirável e muito viril.

A vulva, da qual, conforme lhes disseram, as mulheres deviam se envergonhar (o termo médico para vulva é pudendum, uma palavra latina que significa ‘da qual nos devemos envergonhar’), ficou escondida durante tanto tempo que a maioria das pessoas nem sabe como se parece.

A impressão geral que muitos homens têm é de um lugar escuro e úmido, com um cheiro que não é familiar, uma espécie de espaço desconhecido onde o pênis corajosamente se aventura.”, conclui Hite.

Sobre a autora

Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Sobre o blog

A proposta deste espaço interativo é estimular a reflexão sobre formas de viver o amor e o sexo, dando uma contribuição para a mudança das mentalidades, pois acreditamos que, ao se livrarem dos preconceitos, as pessoas vivem com mais satisfação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Blog da Regina
Topo